SPR: Entenda o conceito de Stack-to-Pot Ratio no poker

Home » Blog » Stack-to-Pot Ratio: entenda o conceito de SPR no poker

BLOG

August 23, 2021 1:54 pm

Stack-to-Pot Ratio: entenda o conceito de SPR no poker

Quando começamos a jogar poker, um dos desafios que se coloca logo de saída é a compreensão dos termos técnicos usados por profissionais durante as partidas. Alguns termos conseguimos pegar com maior facilidade, conforme aumenta o nosso tempo de jogo.

Outros são mais complexos e apontam para bases do jogo que, por vezes, estão um pouco distantes do nosso patamar atual. Um desses conceitos será trabalhado em detalhes hoje: o Stack-to-Pot Ratio, ou o SPR do poker. 

O SPR é um conceito que muitos jogadores profissionais não conhecem ou não estão tão acostumados a usar. Por isso, nossa proposta hoje é mostrar para você essa ideia fundamental que pode ser uma boa estratégia para pensar o seu próprio jogo.

Está feito o convite para nos acompanhar em mais um artigo sobre conceitos do poker. 

SPR: definições e estratégias

O Stack-to-Pot Ratio pode ser definido como a proporção de seu stack em relação ao pote, um indicador valioso que te ajuda a avaliar a relação entre risco/recompensa em uma mão. Esse conceito costuma ser mais lembrado pelos jogadores de cash game do que pelos de torneio. 

Enquanto no pré-flop utilizamos a quantidade de big blinds como referência, o pós-flop pode ser melhor analisado quando nos familiarizamos com esse cálculo, que pode orientar suas decisões ao longo do jogo. 

De forma geral, podemos dizer que o conceito ajuda a decidir se vale ou não entrar em uma mão de poker.

Cálculo de SPR no poker

A conta é simples. 

Basta dividir o seu stack efetivo pelo tamanho do pote. Por exemplo: vamos supor que o pote tem 1000 fichas. Nós temos 3000 fichas para trás e o nosso oponente tem 2000.

Nesse caso, o SPR é 2 e isso significa que temos dois potes para trás em um stack efetivo. Mas como isso interfere na análise do jogo? Basicamente, pode-se dizer que quanto menor for o SPR, mais agressivamente devem jogar os draws

Para se ter um valor de referência, podemos pensar que de zero a dois, o SPR pode ser considerado baixo; de 3 a 6, médio e, acima disso, o SPR é considerado alto – o que indica a possibilidade de jogar as mãos de um jeito mais agressivo ou passivo, dependendo de cada contexto. 

SPR’s Alvo: o que é e como achar?

Os estudiosos costumam dizer que SPR Máximo é o maior valor que você pode ir para all-in com boas chances de ganho. Mas, não necessariamente, o SPR Máximo é o ideal. Por isso é importante saber como calcular o que chamamos de SPR Alvo. 

Para tanto precisamos levar em conta dois fatores principais:

Sua mão

Esse é o critério mais importante. Saber realizar uma boa leitura de mãos não é algo fácil, diga-se de passagem. Mas é uma habilidade que faz toda a diferença em uma partida de poker. 

Para tanto existe um conceito que já falamos dele aqui algumas vezes: o range de mãos. Um range, de forma resumida, é um dado que nos informa as possibilidades de combinações que podemos fazer com as cartas disponíveis. 

O range nos ajuda a lidar com a variância natural do jogo, no sentido de pensar em uma estratégia que te ajuda a interpretar a mesa a partir da disposição das cartas e da atitude dos outros jogadores.

SPR’s baixos como 4 ou 6 são fáceis porque você pode apostar com boas chances. SPR’s grandes, como 21, indicam que normalmente você pode ganhar stacks de qualquer forma. SPRs medianos, como 7, são mais incertos.

Nesse último caso, a maioria das pessoas tem apenas implied odds suficientes para jogar pelo set e acertar um draw, assim como podem ter aquilo que é necessário para tirar você da mão com um blefe.  

Seu oponente

Considerar o perfil de jogo de seus oponentes é uma das armas mais valiosas de um grande jogador de poker. É uma habilidade adquirida com a experiência, com tempo de jogo e muita análise.

É um componente essencial para fazer do poker um esporte mental

Levando-se em conta que não temos as informações completas do que nossos adversários têm em mãos, precisamos procurar pistas.  

Se o seu adversário for um jogador nit (tight-passivo, que evita grandes potes e frequentemente supõe o pior cenário na hora de tomar uma decisão) que joga pelo set (trincas formadas com a ajuda de uma carta comunitária) não irá comprometer as suas fichas e provavelmente irá foldar. 

Esse é o tipo de adversário que você pode usar para fazer o máximo de dinheiro no pré-flop. No pós-flop, provavelmente, esse jogador vai te enfrentar de forma razoável. Com SPR menores ele pode ficar agressivo. Um bom SPR contra ele pode ser 4.

Contra um jogador mais agressivo você pode aumentar um pouco esse número de SPR. Sua range de call pode ser bem mais ampla do que pares médios e pode ser que ele tente blefar ao longo do jogo. Caso ele acerte um Top Pair/Top Kicker ele também pode se encorajar. Contra ele, você pode definir um SPR Alvo de 6-7.

Por fim, vamos pensar na situação de você enfrentar um adversário fish (um jogador mal, contra o qual é rentável jogar). Nesse caso, seu SPR Alvo pode ser 10-11. A tendência é que ele cometa erros graves. 

Exemplos práticos de como usar o SPR

Agora que temos um melhor entendimento do que é o SPR em seus aspectos teóricos e conceituais, vamos pensar em alguns exemplos para entender como ele pode ser aplicado em seu jogo.   

De forma geral, você vai perceber que quanto menor for o SPR, mais agressivamente você deve jogar os draws. Quanto maior o SPR, quando não temos os nuts, mais arriscado se torna jogar nos stacks. 

Exemplo 1

  • Blinds: 500/1000.
  • Herói: 10♣J♣ – 120.000 fichas. 
  • Vilão: 150.000 fichas.
  • Pote: 10.000 fichas.
  • SPR: 12.
  • Flop: 8♣9♦5♠.
  • Ação: vilão aposta 5.000.

Nesse caso, temos um SPR bem alto, como pode-se observar. O padrão aqui, com uma mão dessas, seria dar call e manter as esperanças no alto. Mas, temos que nos perguntar se com todo esse stack para trás, quais as mãos podemos esperar que um oponente reaja a um aumento e apostas nas streets posteriores? 

Nesse caso, provavelmente, o vilão ficaria muito desconfortável em apostar. A melhor opção, sem dúvidas, é procurar blefar nessa mão. Aumentando no flop e seguir apostando nas próximas streets com firmeza. Isso, provavelmente, colocaria o seu oponente em uma situação muito desagradável.

Quem sabe até não o obrigaria a desistir com boas cartas.   

Exemplo 2

  • Blinds: 500/1000.
  • Herói: 10♣J♣ – 15.000 fichas. 
  • Vilão: 25.000 fichas.
  • Pote: 10.000 fichas.
  • SPR: 1,5.
  • Flop: 8♣9♦5♠.
  • Ação: vilão aposta 5.000.

Nessa situação, a opção mais recomendada é ir de all-in. A maior vantagem de ir com 15.000 em uma aposta de 5.000 é ter o fold equity a nosso favor. De forma resumida, fold equity é a quantia extra que você pode ganhar quando considera a probabilidade de seu oponente desistir de uma mão. 

Ou seja: você precisa ter certeza de suas chances de fazer o seu oponente desistir. 

Nesse contexto específico as chances são altas. Você tem boas chances contra quase todas as mãos, pois tem pontas para Straight e duas overcards. O call, em contrapartida, não parece ser uma boa opção, uma vez que no turn teremos um pote de 20.000 e um stack de 10.000 para trás.

Isso quer dizer que não teremos espaço para nenhuma jogada e seremos obrigados a dar fold contra qualquer aposta.  

Exemplo 3

  • Blinds: 500/1000.
  • Herói: 10♣J♣ – 40.000 fichas. 
  • Vilão: 65.000 fichas.
  • Pote: 10.000 fichas.
  • SPR: 4.
  • Flop: 8♣9♦5♠.
  • Ação: vilão aposta 5.000.

A melhor estratégia aqui é tentar não induzir o oponente ao all-in, uma vez que isso poderia levar a opção de dar fold com o draw. Por isso, o raise não deve ser a primeira opção. Além de boas implied odds, temos a posição e espaço para desenvolver o jogo no pós-flop. Podemos inclusive dar o float

Float, de forma resumida, é um movimento onde um agressor é pago de um modo que um jogador retoma a iniciativa nas rodadas posteriores, geralmente, no turn, uma vez que o agressor permite isso. O termo é mais amplo e complexo do que isso.

Normalmente, o termo é usado no sentido do bluff. 

Dica para saber mais

O jogador e estudioso do poker Alex Bez, gravou um vídeo para o projeto “Escola de Poker Grinder” no qual ele explica detalhadamente o conceito de SPR, a realização do cálculo e como ele pode influenciar no seu nível de jogo. 

O SPR, basicamente, influencia nas decisões tomadas em cada street, como vimos. A partir do valor de cálculo, montamos nossa estratégia em cima do princípio básico de retirar o máximo de fichas possível dos adversários.

Esse encaixe é essencial: quanto mais extrair, mais ganhamos com o poker.

SPR baixos indicam que o stack é menor do que o pote. Menor do que 1, a aposta deve ser all-in. Com uma mão de valor, podemos chegar até o River com 0,7 a 1,2 de SPR, por exemplo.

Se a aposta fica muito over em relação ao pote no river, fica mais difícil encaixar o river. 

Segundo Alex Bez, o SPR pode ser classificado em três faixas:

  • Baixo (de 0 a 2);
  • Médio (de 3 a 6);
  • Alto (mais de 6);

No último estágio, o stack é muito deep. É mais difícil extrair o máximo e encaixar o stack até o river. Com SPR baixo, não podemos ter medo de avançar o jogo com várias mãos (flush draws, top pair…).

Para poder assistir o vídeo completo, basta clicar neste link

Conclusão 

Oferecemos, com frequência, uma série de textos que podem ser acessados gratuitamente em nosso blog, para que você se informe sobre os aspectos que envolvem casas de apostas e o universo do poker.

No artigo de hoje, falamos sobre o importante conceito de Stack-to-Pot Ratio, ou SPR. Muitas vezes, quando baseamos nossas ações em cálculos e probabilidades, a chance de sermos bem-sucedidos em uma partida é muito maior.

Por isso é essencial estar atento ao SPR para mensurar os riscos e recompensas envolvidos em determinada mão de poker. 

Além desse conteúdo gratuito, nós oferecemos uma cotação justa para que você possa adquirir fichas online, por meio de transações seguras e confiáveis, graças aos 11 anos de experiência que acumulamos no mercado. 

Então, já sabe: sempre que precisar de créditos para começar sua própria carreira no poker, basta chamar a DM Créditos em nosso chat ou no WhatsApp!

Facebook | DM Créditos
Whatsapp: (31) 9 8472-3490